Toldos que valorizam o jardim

Chegou aquele momento em que as varandas, jardins, terraços e quintais se transformam nos locais mais aproveitados e concorridos da casa. E se você tem a sorte de contar com um espaço como este já pode começar a pensar em diferentes maneiras de melhorar seu ambiente e torná-lo ainda mais prazeroso para o uso no dia a dia. Existem vários recursos que podem ser utilizados para valorizar seu espaço externo mas um dos que mais fará diferença são os toldos, já que os mesmos permitem que você aproveite seu cantinho externo faça chuva ou faça sol.

Toldo inclinado

É a versão mais comum e mais utilizada na maioria das residências. A estrutura é fixada na parede e a abertura do toldo se realiza com uma leve inclinação que, em alguns modelos, pode variar para mais ou menos de acordo com as necessidades do momento e dos moradores. Alguns modelos podem ser flutuantes, com sistema abre e fecha ou fixos e apoiados sobre suportes de sustentação a frente.

Onde utilizar?

  •  É uma ótima opção para varandas amplas e para cobrir pátios protegendo áreas específicas do sol ou de olhares dos vizinhos.

Toldos horizontais

É o tipo de toldo que fica posicionado paralelo ao solo de uma área específica cobrindo-a por completo como se fosse uma extensão do teto. Geralmente esse tipo de toldo possui uma instalação fixa seja em estruturas já existentes do imóvel ou através da ajuda de suportes de sustentação metálicos fixados no solo. Também é possível encontrar este modelo com mecanismo retrátil permitindo assim controlar o nível da cobertura e permitindo a entrada de luz.

Onde utilizar?

  • São perfeitos para aumentar um espaço coberto já existente, como uma varanda com área de jantar por exemplo, ou criar uma área totalmente nova a partir da instalação do toldo na fachada.

Toldos verticais

Este tipo de toldo consiste em painéis que ficam fixos na parede e se desenrolam verticalmente em direção ao piso. Também chamados de estores, são perfeitos para fechar uma área por completo mas deixando as laterais abertas permitindo a passagem do ar para ventilar o ambiente.

Onde utilizar? 

  • É um modelo que funciona como um tipo de cortina, utilizado em varandas cobertas e sacadas permitindo isolar a área e aportando uma maior privacidade ao local ao realizar o fechamento completo.

Mecanismo articulado

Esse mecanismo consiste em uma base fixa que fica presa na parede e conta com braços articulados que se abrem e fecham como se fosse uma “sanfona”. É um layout mais discreto, quando recolhido fica quase imperceptível na fachada, e podem cobrir uma grande área.  O mecanismo articulado não conta com nenhum tipo de suporte de sustentação, o que faz com que o mesmo pareça estar “flutuando” sobre a área coberta. Ele pode ser aberto e fechado de acordo com a necessidade do momento e quanto ao mecanismo de abertura é possível investir em modelos motorizados ou com sistema manual.

Mecanismo Pivotante

O sistema é formado por uma base superior e um braço fixo na parede em um ponto inferior que permite com que o toldo seja recolhido ou aberto. É um modelo com abertura menos flexível do que o toldo articulado e consequentemente cobre uma área menor. Seu layout é ideal para área como portas que dão acesso para o exterior ou para criar uma pequena continuação da varanda proporcionando sombra e protegendo da chuva.

Materiais

Para a cobertura dos toldos é possível encontrar materiais resistentes e impermeáveis como as lonas de PVC, os tecidos acrílicos que protegem bem contra o sol mas não são impermeáveis, e os tecidos thermoscreen que não protegem contra a chuva mas são eficientes contra o sol, repelindo o calor e deixando a área coberta mais fresca. As estruturas podem ser produzidas em alumínio, ferro, aço e até mesmo madeira. Entre esses materiais o mais resistente e durável é o alumínio, já que aguenta bem a exposição aos intemperes.

Fonte: Habitíssimo